Cristo não considera esta questão de maneira superficial. Seus olhos estão novamente penetrando a igreja, e Ele vem para advertir, expor e salvar o Seu povo e Seus servos desta terrível sedução. Seria bom que levássemos este assunto a sério. É sério saber que igreja se está frequentando. É sério saber a quem você está dando ouvidos. É sério saber o ensinamento que seu coração está recebendo.
O povo de Deus está se vendendo em liquidação a Satanás por todos os lados ao se entregar nas mãos de falsos mestres e traficantes de falsas doutrinas. Vender-se em liquidação à Satanás nos traz à mente a visão de viciados consumados, alcoólatras, prostitutas afligidas pela AIDS, e por ateus que odeiam a Deus. Não. Está acontecendo na igreja, em convenções e reuniões evangélicas e em grandes seminários de ensino.
A marca do cristão seduzido é ser “levado para todos os lados” buscando alguma doutrina nova, diferente, profecias e movimentos de danças e retete estranha. A Bíblia adverte: “Não vos deixeis envolver por doutrinas várias e estranhas” (Hebreus 13:9). Não se deixe conduzir de lá para cá, de um lado para o outro. Não nos referimos aqui àquelas vezes em que o crente amadurecido vai à uma outra igreja, que não a sua, para ouvir um verdadeiro homem de Deus pregar a Cristo e o arrependimento. Referimo-nos aqui a correr de um lugar para outro, de seminário para convenção, de uma igreja para outra, de reunião de milagre para reunião de cura, não tendo raízes. Seus ouvidos estão sempre em comichão para ouvir algo novo, algo sensacional, algo que entretém algo agradável à carne.
Os atenienses que “de nenhuma outra coisa se ocupavam, senão de dizer e ouvir a última novidade” (Atos 17:21). Paulo avisou a Timóteo “que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos” (2 Timóteo 4:3).

A Doutrina de Jezabel

Examinemos esta doutrina de demônios e vejamos se você corre perigo de se vender a Satanás. Há três marcas distintas da doutrina de Jezabel. Todas foram encontradas na Jezabel do Antigo Testamento, a mãe e a materialização das falsas doutrinas. Jesus tornou ou seu nome sinônimo de falsa doutrina. Trata-se de uma doutrina que ensina que algo mal pode ser bom, que o profano pode ser puro.
Jezabel, no hebraico, significa “casta, virtuosa, sem idolatria”.Imagine! A mulher mais ímpia, idólatra, maquinadora, odienta de toda a Bíblia chamada de virtuosa, sem pecado. Ou seja, uma coisa muito má com nome de boa. Mas ironicamente é “casta?” – com um ponto de interrogação. Como? Quando? Onde? Como foi que se tornou casta? Quando? Onde?
Agora olhe para Acabe. “Fez Acabe, filho de Onri, o que era mau perante o Senhor, mais do que todos os que foram antes dele. Como se fora cousa de somenos andar ele nos pecados de Jeroboão, filho de Nebate, tomou por mulher a Jezabel, filha de Etbaal, rei dos sidônios; e foi, e serviu a Baal, e o adorou” (I Reis 16:30-31). Acabe significa “alguém como pai” ou “carimbado com a natureza de seu pai”. Jezabel representa a falsa doutrina e Acabe é sua vítima. A Bíblia declara que não bastava que Acabe tivesse um coração inclinado para o pecado, à idolatria e à concessões.
Ele traz para sua vida uma influência satânica que o confirmará em seu pecado. “Ninguém houve, pois, como Acabe que se vendeu para fazer o que era mau perante o Senhor, porque Jezabel, sua mulher, o instigava” (I Reis 21:25).
A mensagem então é que a tendência dos cristãos que se apegam a pecados secretos e à luxúria abracem uma falsa doutrina que só vai servir para instigá-los e confirmá-los em seus pecados, e acabem contraindo matrimônio com esta doutrina. A última coisa de que Acabe tinha necessidade era Jezabel. Como era perigosa. Ela fez florescer o que havia de pior nele, ampliou isso e destruiu Acabe. Dá-se o mesmo com a falsa doutrina. Se houver algum pecado, paixão ou mundanismo em você, a última coisa de que precisa é uma doutrina que traga à tona o que você tem de pior. Quando Davi pecou com BateSeba, ele não precisava de um falso profeta com uma mensagem tranquilizadora para dizer-lhe quanto Deus o amava. Ele necessitava de um profeta imparcial, Natã, com um dedo apontado, clamando: “Tu és o homem.” Os que pregam a doutrina de Cristo mostram ao povo a diferença entre o mal e o bem. De seus lábios não sai nenhuma mistura. “A meu povo ensinarão a distinguir entre o santo e o profano, e o farão discernir entre o impuro e o puro” (Ezequiel 44:23).
Ezequiel denuncia esses falsos profetas que se enriquecem trazendo uma mensagem que traz justificativa para o pecado. “Conjuração dos seus profetas há no meio dela, como um leão que ruge, arrebatando a sua presa; eles devoram as almas, tomam tesouros e coisas preciosas, e multiplicam as suas viúvas no meio dela. Os seus sacerdotes transgridem a minha lei, e profanam as minhas coisas santas; não fazem diferença entre o santo e o profano, nem discernem o impuro do puro; de meus sábados escondem os seus olhos, e assim sou profanado no meio deles. Os seus príncipes no meio dela são como lobos que arrebatam a presa para derramarem o sangue, para destruírem as almas, para seguirem a avareza. Os seus profetas têm feito para eles reboco com argamassa fraca, tendo visões falsas, e predizendo-lhes mentira, dizendo: Assim diz o Senhor Deus; sem que o Senhor tivesse falado” (Ezequiel 22:25-28).
Como consequência, temos uma geração toda de crianças confusas que nem podem reconhecer o mal quando o vêem. Os falsos profetas as enganaram. Chamam de bom quando roqueiros de cabelos tingidos de púrpura, vestidos de sadomasoquistas, se pavoneiam e giram sexualmente no púlpito, explodindo seu “rock and roll”.
Dizem-lhes que o sexo fora do casamento é bom desde que você esteja apaixonado e de fato respeite o parceiro. Pregadores e mestres têm se tornado os maiores defensores do pecado na nação.

A Doutrina de Jezabel Promove a Cobiça

“Porém Nabote disse a Acabe: Guarde-me o Senhor de que eu te dê a herança de meus pais…Então Acabe…deitou-se na sua cama, voltou o rosto, e não comeu pão. Veio ter com ele Jezabel, sua mulher, e lhe perguntou: Por que está o teu espírito tão desgostoso, e não comes pão?…Governas tu, com efeito, no. reino de Israel? Levanta-te, e come! Alegre-se o teu coração. Eu te darei a vinha de Nabote, o jezreelita” (I Reis 21: 1-7).

Leave a Comment

Your email is never published nor shared. Required fields are marked (Required)

(required)